Sexta-feira, 20 de Julho de 2018
Trade
Falta de planejamento é a principal causa do encerramento das empresas

Uma recente pesquisa feita pelo Sebrae revela que a falta de planejamento está entre os principais motivos que levam as empresas a fecharem as portas nos primeiros cinco anos de atividade.

Segundo a pesquisa “Causa Mortis: o sucesso e o fracasso das empresas nos primeiros cinco anos de vida”, 55% dos empreendedores não elaboraram um plano de negócios antes de abrirem suas empresas.

De acordo com o CEO da WCA Estratégias Corporativas, Wan Ming Chung, o empreendedor brasileiro deve estar cada vez mais preparado, pois hoje o mercado é ainda mais agressivo do que há alguns anos. “A concorrência deixou de ser algo exclusivo entre cidades ou estados, hoje o empresário deve estar ligado a tudo que acontece ao redor do mundo. A concorrência hoje é global”, explica.

E como se planejar?
Para o CEO, o empresário tem vontade de crescer, mas falta entendimento sobre a importância do planejamento. “O planejamento é essencial para dar o norte para a empresa. É o momento em que o empresário decide o que a empresa é e o que ela quer”, explica.

Com a concorrência cada vez mais acirrada, “é preciso conhecer os concorrentes e então formatar o lugar do mercado em que a empresa vai entrar e aonde ela quer chegar”, completa Chung.

Um bom planejamento deve ter algumas características fundamentais, como ser funcional, dar suporte a qualquer tipo de decisão e principalmente, permitir que o gestor descubra um possível risco em tempo real.

De acordo com Chung, a rapidez na tomada de decisões pode ser decisiva para evitar que a empresa deixe de alcançar os resultados desejados, e consequentemente não entrar para o ranking das empresas que morrem com menos de cinco anos.

Para finalizar, o empresário lista 10 benefícios de planejar o negócio:

1. Orienta o início da atividade ou expansão do negócio;
2. Contribui com a sobrevivência da empresa, tornando-a mais competitiva;
3. Define objetivos financeiros e estratégicos;
4. Define as diretrizes das atividades para que os objetivos do negócio sejam atingidos;
5. Define o público-alvo;
6. Orienta em relação ao montante que será necessário investir;
7. Identifica riscos e ajuda a minimizá-los ou até evita-los;
8. Orienta a definição de estratégias de marketing;
9. Mostra quais são os pontos fortes e fracos da organização;
10. Serve de instrumento para a aquisição de empréstimos e até para a entrada de novos sócios ou investidores.

Compartilhe:

Apoiadores
©2018 Rent My Brain
Desenvolvido por SIXSIDED