Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018
Corporativo
Hoteis investem em marketing olfativo
Imagem do Artigo: Hoteis investem em marketing olfativo

Mesmo em meio à crise, o Marketing Olfativo, inserido nas grandes redes hoteleiras,  está dentre os segmentos que mais crescem no país.

Com o intuito de aromatizar os espaços para que os hóspedes sintam-se em casa, os hotéis aproveitam para contratar empresas especializadas em criação de fragrâncias exclusivas, como a Airsense, para criarem seu próprio “cheirinho” e assim, unindo o útil ao agradável, agregar a “memória olfativa” nos clientes.

O Marketing Olfativo, cada vez mais recorrente em campanhas publicitárias, objetiva a criação de um vínculo emocional entre clientes e a marca. Beneficiando ainda mais os hotéis e demais estabelecimentos, a Airsense inclui em suas fórmulas tecnologias capazes de eliminar mofo, bolor e gordura. “Os hotéis precisam dessas fórmulas, pois a tendência dos quartos é ficarem com aquele cheiro de fechado, de mofo. Nós, além de  tirarmos esse problema, oferecemos uma fragrância exclusiva, criada em cima do briefing que nos é apresentado, fazendo com que o hotel crie sua identidade olfativa”, explica Rodrigo Mattoso, diretor da Airsense.

Toda a criação de fragrâncias depende do ambiente em que serão utilizadas. Bons exemplos são hotéis em lugares frios, no qual sugere-se notas fugère, proporcionando sensação de proteção e aquecimento. Já em estabelecimentos à beira mar, recomenda-se notas florais verdes, frescas e ozônicas, pois propicia frescor, descontração e leveza.

 

Outras notas importantes na elaboração de fragrâncias no ramo hoteleiro:

 

·         Florais cítricos: notas modernas, sensação de frescor e unissex (agrada todo tipo

de público, hóspedes);

·         Amadeiradas: transmitem sofisticação, aconchego e segurança;

·         Cítricos com fundos ambarados: propagam a sensação de proteção com o frescor do cítrico.

Outro fator importante para a boa aromatização de ambientes é o difusor do produto. O tipo adequado depende do tamanho do espaço. Em locais amplos, podem ser instalados na rede de ar condicionado de hotéis e afins. Em espaços médios, são estrategicamente camuflados e customizados junto à decoração. Por fim, para espaços reduzidos, servem de peças ornamentais, valorizando o espaço.

 

Conheça quem faz

Fundada em 2009, a Airsense desenvolve e aplica fragrâncias exclusivas para criação de identidades olfativas. Com perfumistas próprios, todo o desenvolvimento é feito internamente através de briefing detalhado para cada tipo de ambiente/cliente. De acordo com Rodrigo Mattoso, sócio da empresa, as pesquisas para encontrar a melhor tecnologia de aplicação duraram dois anos. “Através de micronévoa de ar frio patenteada e presente em mais de 70 países, a Airsense utiliza equipamentos diferenciados e totalmente automatizados, ou seja, sem intervenção humana, o que faz muita diferença quando o objetivo é manter a linearidade da aromatização criando então a identidade olfativa da marca”, comenta.

Curiosidades e dados

– Poucas pessoas sabem, mas nosso nariz afeta 75% das nossas emoções diárias. Esse órgão que muitos acham “insignificante”, detecta até 350 mil produtos químicos diferentes.

– Após o ambiente ter sido perfumado com óleo essencial de limão, empresas obtiveram uma redução de 54% nos erros ortográficos. (Russell Brumfield – Brisa)

– Um experimento em uma loja de moda mostrou que as vendas duplicaram após perfumarem os provadores femininos com aroma de baunilha (Martin LIndstrom – Comprologia)

– Frangrâncias podem aumentar fatores positivos como felicidade, sensualidade, relaxamento e disposição. (Gary E. Schwartz (Universidade Yale)

 

Compartilhe:

Apoiadores
©2018 Rent My Brain
Desenvolvido por SIXSIDED