Trade
Líderes comemoram Quinzena dos Eventos nas Américas
Imagem do Artigo: Líderes comemoram Quinzena dos Eventos nas Américas

By Rose de Almeida

Líderes da indústria de eventos de toda a América Latina se reúnem, a partir desta semana, para promover a primeira edição mundial do North American Meetings Industry Day (NAMID), como Dia da Indústria de Eventos, comemorado no dia 16 de abril, e o Dia do Profissional de Eventos, comemorado no Brasil no próximo dia 30.

O North American Meetings Industry Day foi criado e organizado nos EUA pela Meeting Mean Business (MMB), uma coalizão que congrega as mais importantes entidades representativas do setor de eventos, criada em 2009 pela U.S. Travel Assoation para mostrar o grande valor que as reuniões de negócios, viagens e eventos trazem para a economia dos EUA. Seus membros abrangem diversos elos da cadeia de valores da indústria de eventos, que os americanos chamam face-a-face industry, que se reuniram com um objetivo comum: fornecer recursos, ferramentas e informações para mostrar o impacto real que a indústria de eventos tem sobre as empresas, a economia e as comunidades.

O NAMID, segundo Stuart Taylor, do MPI Canadá, objetiva “elevar e construir uma comunidade por meio da alavancagem de questões importantes para aumentar a conscientização do poder dos eventos e moldar essa comunidade econômica, ambiental, social e intelectualmente”.

Já o Dia do Profissional de Eventos, comemorado em todo Brasil, foi oficializado por intermédio de Lei proposta pela Deputada Estadual Célia Leão, em São Paulo, e por iniciativa da Academia Brasileira de Eventos e Turismo e apoio da AMPRO – Associação de Marketing Promocional, da ABEOC – Associação Brasileira das Empresas de Eventos e outras entidades que compõem o Fórum Permanente do Setor de Eventos do Brasil. O dia 30 de abril foi escolhido por ser a data de aniversário do precursor e responsável pela iniciativa de realização dos grandes eventos no Brasil, Caio de Alcantara Machado.

As comemorações da Quinzena dos Eventos, juntando os dois marcos da indústria, Dia da Indústria de Eventos (16 de abril) e o Dia do Profissional de Eventos (dia 30), segundo o presidente da Academia Brasileira de Eventos e Turismo, Sergio Pasqualin, “será um grande testemunho da força e da união de todas as lideranças da indústria, com três objetivos: demonstrar que eventos é a profissão do futuro, ajudar a levantar o perfil da indústria e discutir o impacto econômico dos eventos com todos os stakeholders”. Pasqualin salientou inclusive “o grande significado nesta construção do II Dimensionamento Econômico da Indústria de Eventos realizado pela ABEOC Nacional no ano passado”.

Criado nos Estados Unidos, o NAMID está sendo estendido para países como Canadá, México e América Latina, por meio dos esforços de entidades como a Confederação de Entidades Organizadoras de Congressos e Afins da América Latina (COCAL) e, no Brasil, por meio do Fórum Permanente das Entidades do Setor de Eventos (For/Eventos), com apoio da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC Nacional) e da Academia Brasileira de Eventos e Turismo.

A promoção das datas será feita por meio do envio de e-mails marketing e viralização via redes sociais, com as hashtags #​DiadaIndústriadeEventos e #​DiadoProfissionalEventos​15

“A indústria de eventos e turismo representa hoje 13,65% do PIB do Brasil, com faturamento de R$652,9 bilhões, gerando 15,6 milhões de empregos”, afirma o diretor do Fórum Eventos e do MMB no Brasil, Sergio Junqueira Arantes, que salienta ainda a importância do setor que “cresceu 14,9% no período 2001/2013, nos 590.000 eventos realizados em quase 10.000 espaços para eventos fruto do investimento de brasileiros que acreditam no futuro do país”.

Para o presidente da COCAL, Alisson Batres, “ser um organizador profissional de Congressos e Eventos é um trabalho que permite criar uma plataforma na qual a inclusão, a oportunidade a grandes, médios e pequenos empresários e empreendedores, converte uma ideia em um grande evento e posiciona os destinos a nível mundial, com as normas internacionais e igualdade de gêneros”.

​”O Fórum das Entidades do Setor de Eventos (For/EVENTOS) reúne 18 entidades do setor no Brasil e está se unindo para comemorar no dia 16 a data do nosso setor, irmanada com as três Américas. Nossa recomendação é que cada entidade incentive seus associados a se manifestarem, comemorarem e informarem a importância desta data para o nosso setor.”, comenta Elza Tsumori, coordenadora geral do For/EVENTOS.

Sobre Indústria de Eventos e Turismo

O setor de Eventos e Turismo movimentou R$ 652,9 bilhões em 2013 representando 13,5% do PIB brasileiro. O segmento Eventos, conforme o II Dimensionamento da Indústria de Eventos, movimentou R$ 209,2 bilhões (4,32% do PIB) e o segmento Turismo, segundo o Conselho Mundial de Turismo (WTTC) teve uma receita total de R$ 443,7 bilhões (9,16% do PIB). No Brasil, Eventos e Turismo representam mais de 11,4 milhões de empregos diretos, terceirizados e indiretos, sendo 7,5 milhões no segmento Eventos. Foram contabilizados 590 mil eventos no país no ano passado, sendo cerca de 300 mil na cidade de São Paulo. Segundo a International Congress and Convention Association (ICCA), os ingressos do Turismo de Eventos e Congressos superam US$ 1 trilhão e movimentam 160 milhões de participantes no mundo.

Sobre a Academia

Iniciativa inédita no Brasil, a Academia Brasileira de Eventos e Turismo foi inaugurada em fevereiro 2006, trazendo, por meio de ações inéditas e programadas, a integração de esforços para a implementação do setor a nível nacional e internacional, de forma a evidenciar e prestigiar seu crescimento e competências de maneira sustentável e ética. O Colégio Acadêmico prevê a composição de 40 acadêmicos nacionais efetivos e perpétuos, e à semelhança de outras Academias no Brasil e no mundo, seu quadro é constituído hoje por 37 profissionais notórios de todos os segmentos que compõem a cadeia produtiva deste setor da economia. Entre suas principais ações, em 2011 instituiu o Dia do Profissional de Eventos, comemorado desde 2013, oficialmente, todo dia 30 de abril, bem como a Biblioteca Nacional de Eventos, em vias de abertura. Outros detalhes:

http://www.academiaeventosturismo.org.br

Sobre o For/Eventos

O Fórum Permanente do Setor de Eventos – For/Eventos é uma instância de discussão e articulação estratégica de caráter permanente que tem por finalidade o reconhecimento e o fortalecimento econômico, social e político do setor junto aos mercados, à sociedade civil e às esferas governamentais. Foi criado em julho de 2011 para discutir assuntos de interesse comum do mercado de eventos e, com a integração das entidades da área, conseguir um desenvolvimento mais organizado do mercado. As entidades participantes do For/Eventos representam cerca de 4.000 empresas, com geração de mais de 5,1 milhões de empregos diretos e indiretos. Atualmente, é composto por 17 associações de representatividade nacional: ABEOC – Associação Brasileira de Empresas de Eventos , Academia Brasileira de Eventos e Turismo, ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, Abrace – Associação Brasileira das Montadoras e Locadoras de Estande, Abraccef – , Abrafec – Associação Brasileira dos Fornecedores de Eventos Corporativos, Alagev – Associação Latino Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas, Ampro – Associação de Marketing Promocional, BITO – Brazilian Incoming Travel Organization, CBC&VB – Confederação Brasileira de Conventions & Visitors Bureaux, Eventopool – Associação de Agências de Turismo e Operadoras de Eventos, FNHA – Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, IFEA – International Festival & Events Association, MPI Brazil – Meeting Professionals International, Resorts Brasil, SKAL Internacional Brasil, SPC&VB – São Paulo Convention & Visitors Bureau

Source:: Revista Pelo Mundo – Pelo Trade

Compartilhe:

Apoiadores
©2018 Rent My Brain
Desenvolvido por SIXSIDED