Trade
Paraíso tomado por artigos de bom gosto e qualidade surpreende em Ciudad del Este
Imagem do Artigo: Paraíso tomado por artigos de bom gosto e qualidade surpreende em Ciudad del Este

por João Zuccaratto

Quando viajo não faço compras. Detesto fazer isto até mesmo na minha cidade. Então, para mim, um local como o denominado microcentro de Ciudad del Este é o fim da picada. Como é que alguém aguenta circular por aquelas ruas tomadas por camelôs? O assédio dos vendedores passa dos limites. Poucos minutos naquele ambiente já me deixam estressado. E a fama de tudo ali ser falsificado, ou de qualidade inferior? E um monte de gente comprando, comprando…

Não vai aqui qualquer preconceito com o Paraguai, aquela cidade, seu povo. Pelo contrário! Descobri recentemente que Ciudad del Leste e Paraguai são muito mais do que aquele mercado persa desorganizado. Sinto o mesmo em locais Brasil afora: é péssimo ver o Centro histórico de Vitória, a bela capital do Estado do Espírito Santo, tomado por bancas de artigos vagabundos; o mesmo para as ruas da região da Saara, no Rio de Janeiro; ou da 25 de Março, em São Paulo.

Diante de tudo isso, qual não foi minha surpresa de encontrar um Palácio de Cristal no interior daquela decadência. Um prédio com fachada toda em vidro, estacionamento amplo, com quase 15 pavimentos, dos quais 11 abrigam 17 mil metros quadrados de uma loja de departamentos de Primeiro Mundo. Todos os ambientes atendidos por ar refrigerado central. O acesso de um piso a outro se dá por escada normal, ou usando elevadores ou escadas-rolantes de última geração.

Nos dois andares superiores, um grupo de espaços de convivência só encontrados em grandes metrópoles de ponta. É mesmo de só acreditar vendo. E eu vi. Não só vi como conheci tudo. Pense numa marca mundial de renome. Armani? Tem! Boss? Também! Cavali? Sim! Chanel? Sim! Diesel, Fendi, Ferrari, Gucci, Hermes, McCartney, Zenga… De A a Z, literalmente. Cada uma apresentada em seu ambiente exclusivo, montado segundo os padrões da franqueadora.

O nome deste paraíso de consumo? É de uma simplicidade ímpar: SAX. Ou melhor: Loja SAX. Esta denominação vem do pequeno comércio que deu origem à gigante de hoje — por sinal, ela está comemorando sete anos de aberta, pois foi inaugurada em 2008. Ela vendia apenas óculos, mas chamava-se Style Articles & Xtras. A especialização atual está na distribuição, comercialização e representação de produtos de luxo: calçados, eletrônicos, perfumes, relógios, roupas etc.

Há uma seção somente para noivas, e outra para vestimentas de festas, femininas e masculinas. Não dá para descrever e enumerar a variedade de cores, design, detalhes e modelos disponíveis. E uma bateria de costureiras de plantão faz todos os ajustes necessários na hora. Em paralelo ao que há de melhor e mais sofisticado no mercado mundial, a SAX também tem linhas próprias, oferecidas a preços mais accessíveis. E isto vai de malas a tudo o que se pensar em decoração.

O atendimento é outro ponto de destaque. Se contar as equipes que trabalham em diversos espaços terceirizados, a SAX emprega diretamente por volta de 300 funcionários. Quase todos são paraguaios, mas há brasileiros e argentinos, também. Por volta de 90% estão dedicados aos clientes. Ninguém obriga a comprar nada, mas está a postos para qualquer solicitação. Aliás, se quiser apenas passear pela loja, seja bem-vindo. Todos vão se comportar como seus cicerones.

Comece de baixo para cima, setor por setor. Vá devagar, curtindo ambiente a ambiente. Se precisar de esclarecimento, informação, não se acanhe. Serão horas e horas de um tour pelo que há de melhor no planeta. E quando alcançar o topo, vai encontrar o SAX Palace. Trata-se de um restaurante sem comparação ao que existe em Ciudad del Leste, ou mesmo nas vizinhas Foz do Iguaçu, brasileira, e Puerto Iguazu, argentina. Aproveite e almoce. Vai valer a pena, mesmo!

E isto pode acontecer na Pizzaria Santa Paola, no Café Bar, no Alrifai ou no Sushi & Caviar Club, todos ali ao lado. Para aqueles que curtem degustar bons conhaques e charutos top, tem o Cigar Club. Na hora de pagar, a Loja SAX aceita todos os cartões de crédito internacionais e dinheiro vivo, desde que de moedas conversíveis: dólares norte-americanos, euros, guaranis paraguaios, pesos argentinos e reais brasileiros. A referência para os preços é sempre o dólar.

Achar a Loja SAX é muito fácil. Cruzou a Ponte da Amizade, passou pela Aduana Paraguaia, ela está logo à direita, em frente ao Shopping del Este. O edifício de fachada envidraçada se destaca no meio daquela região de aspecto conflagrado. No topo do prédio, vê-se o logotipo em caracteres enormes, letras finas e elegantes. À noite, iluminado, é referência na paisagem, principalmente ao se olhar a partir do território brasileiro. Mais informações: www.sax.com.py.

Imagens da Loja SAX no Centro de Ciudad del Este

Al Rifai, um dos espaços exclusivos que ocupam os dois últimos pavimentos do prédio

A Pizzeria Santa Paola é outro dos ambientes do amplos espaços de convivências que tomam o topo do prédio da Loja SAX

O Cigar Club é um local exclusivo para aqueles que apreciam degustar um bom conhaque acompanhado de um excelente charuto

Source:: Revista Pelo Mundo – Pelo Trade

Compartilhe:

Apoiadores
©2018 Rent My Brain
Desenvolvido por SIXSIDED