Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018
Blog
Pare o que está fazendo e se entregue aos sabores do Des Cucina
Imagem do Artigo: Pare o que está fazendo e se entregue aos sabores do Des Cucina

Seria um dia comum de trabalho, desta vez saindo da zona Sul e dando expediente no escritório do cliente no bairro de Perdizes, na zona Oeste da cidade. O frio do inverno já dava uma trégua no meio do dia com um solzinho tímido e resolvi aceitar o convite de uma amiga para almoçar e conhecer um restaurante recém-inaugurado mas que já estava dando o que falar.

Saí andando pelo bairro de grandes subidas e descidas, passando por inúmeros barzinhos descolados e lojinhas em uma rua tranquila. Já estava achando que tinha me enganado no endereço quando o notei.

A fachada simples com a pesada porta de peroba rosa e vidro translúcido mostrando o ambiente interno discreto, com luminárias de fio de cobre mais parecia um bistrôzinho francês. A decoração clean, a pintura em relevo, um lado do salão com um espelho e um sofá de parede inteira completavam o aconchego e o ambiente moderno e rústico idealizado pela arquiteta Luciane Gonzales.

O Des Cucina, dos sócios Orestes Duarte e Luis Mendes, mesmos donos do badalado Bar Desembargador, me pareceu gostoso mesmo antes de comer. O bar no fundo do salão em mármore ônix é discreto e também não denota a especialidade dos drinques preparados pelo bartender Alves. Como cheguei um pouco antes do horário combinado com minha amiga, ele sugeriu que eu experimentasse um Tropical Spritz feito com Aperol, Gin, lichia, espumante e calda de frutas vermelhas. Nem preciso dizer que estava delicioso.

A carta de drinques do Restaurante Des Cucina é assinada pelo bartender Marcelo Serrano, que imprime a sua criatividade no uso de ingredientes marcantes, xaropes diferenciados e tendências de bebidas mais encorpadas para o frio como o Xeque Mate, com Cachaça51 Reserva Singular, chá mate e xarope de canela com pimenta Monin Spicy ou o Cumaru Negroni, com Gin, Campari, Punt & Mês, xarope de Cumaru Monin Spicy e twist de laranja.

A cozinha é contemporânea com uma forte influência italiana o que sugere pratos vigorosos e muito saborosos nascidos da experiência do chef Sergio França, pupilo do veterano chef Sergio Arno, com quem trabalhou por 20 anos e a quem referenda como mestre inspirador. Além do restaurante La Vecchia Cucina, França também passou pelo Italy, Due Cuochi, e o Brasserie des Arts.

Para o chef, “O segredo é fazer um trabalho bem-feito, com calma, a cada dia, com o mínimo possível de erros. Acompanhando de perto os fornecedores, o preparo dos pratos, a saída deles da cozinha. Enfim, é você colocar a alma naquilo que faz”. Não tive dúvidas de suas palavras quando os belíssimos e deliciosos pratos chegaram à mesa.

Primeiro foi um carpaccio gratinado com shiitake, funghi e azeite trufado, no qual a salada vai por baixo do gratinado para continuar fresca e não murchar. Normalmente não costumo comer entrada e prato quente. Gosto de beliscar o couvert e ficar apenas com um prato principal e uma sobremesa. Mas como o objetivo era desfrutar ao máximo da visita, aproveitei para saborear todas as sugestões do chef.

O prato quente não foi menos delicioso. Entre cabrito, ravioloni recheado com gema de ovo, ricota de búfala, espinafre e creme de manteiga trufado, risoto de frutos do mar, nhoque de batata com prosciutto e Filé de mignon de cordeiro, sugo de funghi porcini e aligot eu escolhi um básico ravióli de queijo perfumado por raspas de laranja ao molho de manteiga e sálvia com pistache. Simplesmente divino.

A conversa com a amiga continuava interessante e tranquila, a comida saborosa foi quase um carinho naquela semana repleta de imprevistos profissionais, então pude observar como as pessoas das mesas vizinhas também estavam aproveitando seus almoços.

Mesas com jovens profissionais descolados simulando uma reunião enquanto saboreavam o atum com redução de tangerina, executivos brindando com drinques coloridos e refrescantes e o ambiente tranquilo mais parecia que eu estava em outro país.

Nem preciso dizer que na hora da sobremesa, ao saber que eu era jornalista, o garçon ofereceu um mix de delícias embora eu estivesse satisfeita apenas com o tiramissú. Mas não me fiz de rogada quando ele trouxe um crocante creme brullée de doce de leite e sorvete de limão e o semifredo de mascarpone com farofa de pistache e calda de frutas vermelhas.

Para aliviar tanto açúcar o barman ofereceu uma refrescante água gelada aromatizada com lichias. Simplesmente o máximo.

Com capacidade para 50 pessoas no mesmo ambiente, o Des Cucina é o lugar ideal para pequenos eventos, celebrações intimistas, almoços de negócios e comemorações elegantes. Se solicitar ao chef França o menu degustação especial de pratos, pode ser um diferencial elegante e uma experiência única para seus convidados.

A carta de vinhos foi preparada especialmente pela Mistral para o Des Cucina e reúne rótulos que harmonizam perfeitamente com os pratos. Há ainda boas cervejas gourmets e destilados que completam a carta de bebidas.

 

Se eu fosse você, iria amanhã mesmo conferir este local. #roserecomenda

 

 

SERVIÇO:

Endereço: Rua Desembargador do Vale, 233 Perdizes – São Paulo – SP

Telefones: (11)  3872-0050 / 3868-2654 (restaurante)

Horário de funcionamento:
Terça a Quinta das 12:00 às 15:00 e das 19:00 às 00:00
Sexta e Sábado das 12:00 às 17:00 e das 19:00 às 00:30
Domingo das 12:00 às 17:00
Feriado das 12:00 às 17:00 e das 19:00 às 00:30
Aceita cartões: Débito e Crédito: Visa, Master, Diners, Amex, Elo

Lugares Sentados: 50 lugares

Wi-fi

Música ambiente

Ar condicionado

Acesso a deficientes físicos

Estacionamento com vallet R$ 20,00. Aos sábados R$ 25,00.

www.descucina.com.br

Compartilhe:

Apoiadores
©2018 Rent My Brain
Desenvolvido por SIXSIDED