Sábado, 17 de Fevereiro de 2018
Artigos
Pessoas, Processos e Serviços: a Diferença
Imagem do Artigo: Pessoas, Processos e Serviços:  a Diferença

Um conhecido investidor e filantropo americano que iniciou sua carreira no varejo, chamado Marcos Lemonis, diz que um negócio para ser bem-sucedido deve se ater aos 3 P´s, nessa ordem: Pessoas, Processos e Produtos. Desde a primeira vez que o ouvi em seu programa mensal chamado ´The Partner´ ou ´O Sócio´ aqui o Brasil, pensei, para nós, prestadores de serviços, seria ´PPS´:  Pessoas, Processos, Serviços.

 

A logística internacional para um evento é feita, antes de mais nada, por pessoas que precisam estar focadas nos melhores resultados para todas as partes envolvidas. O processo envolve diferentes tipos de planejamento e diferentes estratégias para cumprimento de prazos de acordo com a demanda do expositor, tipo de evento, tipo de carga e tipo de legislação aduaneira vigente no momento, tanto no país de origem quanto no Brasil. O serviço é o resultado das ações das pessoas envolvidas e seus processos em prol do esperado ou de preferência, acima do esperado, pelo cliente final.

 

Planejar um evento, uma feira, uma exposição, uma ação promocional no exterior e gerenciar formalidades legais dentro de prazos específicos em diferentes fusos horários e idiomas é uma tarefa que envolve processos muito bem elaborados e coordenados entre si.

 

Quando algo dá errado, por menor que seja o erro, é importante identificar que parte do processo precisa ser ajustada a fim de que o mesmo tipo de erro não volte a ocorrer. A logística internacional de um evento é uma área onde é possível um constante aprimoramento de processos pois envolve uma quantidade de variáveis previsíveis e imprevisíveis muito grande: um atentado num aeroporto no dia de um embarque pode manter o aeroporto fechado e o expositor pode deixar de ter sua carga no stand. Uma greve das aduanas pode provocar o mesmo tipo de problema. São alguns exemplos.

 

Trabalhar com um ´Plano de Contingência´ ou Plano B é muito importante. De qualquer forma, é impossível assumir que toda e qualquer variável é previsível e solucionável.  Seria o mesmo que dizer: vou jogar na Megasena e vou acertar todos os números!

 

Quando se gerencia uma quantidade de dados muito grande, se pode dizer que a organização traz felicidade e muitas vezes traz também um alívio na hora de tomar uma decisão importante que requeira  buscar dentro de um histórico argumentos para a tomada de decisão num contexto incomum.

 

De qualquer forma, mesmo com organização, Plano ´B´, bom planejamento, manter a transparência e objetividade na comunicação em todas as fases do projeto logístico internacional é de suma importância para que a carga chegue na hora certa no evento.

 

Claudia Grigolon,

Diretora, WAIVER Expo Logística para Feiras e Eventos Ltda.

Compartilhe:

Apoiadores
©2018 Rent My Brain
Desenvolvido por SIXSIDED