Segunda-feira, 16 de Julho de 2018
Artigos
Pitch: a nova narrativa para vender mais

A forma de contar histórias mudou. A forma de prender a atenção sobre um produto ou serviço já não é mais a mesma. E o Pitch é exatamente essa forma diferente e que veio para ficar.

Ideias, novidades e técnicas para vender mais sempre me chamam a atenção. Mas tenho cada vez mais a convicção de que, para ter sucesso em qualquer uma delas, é preciso se autoconhecer, desenvolver suas habilidades e entender o cenário para quem você fala, seguindo a tríade: você, o público e a mensagem.

Uma coisa é fato: a nossa falta ou déficit de atenção. São muitos estímulos a toda hora, compromissos, acesso a tecnologia… Mas em meio a tudo isso, sempre me questiono: se temos essa desatenção para comprar, prestar atenção em um evento ou em uma apresentação, como conseguimos permanecer fins de semanas inteiros grudados em seriados da Netflix? Qual a diferença entre a atenção que não dedicamos a uma reunião no trabalho e a dedicação de horas e horas em uma história distante de nós?

Sem dúvida alguma, a narrativa. A forma de contar história mudou. A forma de prender a atenção sobre um produto ou serviço já não é mais a mesma. Somos mais próximos. Compartilhamos nossas vidas, carros, casas e o mundo está deixando de “ter” para “ser”. E essa transformação passa pela comunicação.

Não basta ter uma ideia nova se você a transmite sem uma narrativa inovadora, envolvente. Grandes marcas tiveram que se adaptar. Lembro-me bem quando ouvíamos o termo “padrão Globo de qualidade”. E o que era isso? Não existia improviso, nada podia soar amador, tudo era milimetricamente calculado. E hoje? O que mudou? Eu diria que bastante coisa. Vídeos caseiros fazem parte do nosso dia e nem nos assustamos mais. Artistas, antes intocáveis, hoje sabem que para ter sucesso devem estar “próximos” de seu público, gente como a gente. E se você fizer três gols na rodada, pode pedir música no Fantástico ou ser considerado o “bola cheia” e “bola murcha” da semana, com direito a vídeos de resolução bem duvidosa.

E o que isso tem a ver com o Pitch? Você não precisa parecer amador para fazer um Pitch Vendedor. Pelo contrário, deve se preparar. Mas é preciso mudar.  Pense no que você vende. Qual a forma que você está embalando essa comunicação. É envolvente? Inovadora? Chega até quem você quer? O Pitch é exatamente essa forma diferente e que veio para ficar. Fazer uma boa apresentação, falar o que você resolve, quais seus diferenciais e fechar uma venda, um evento de forma positiva, com presença e entusiasmo, aguçando a curiosidade da audiência para saber mais, é o início para a luz dos holofotes.

O Pitch é vender uma ideia com inovação. Assistimos, vivemos situações todos os dias, seja de venda, apresentação de uma ideia, produto, negócio, startups, e muitas vezes assimilamos pouco o conteúdo e a forma da mensagem. Mas se você consegue, em pouco tempo, carimbar seu momento com presença, inovação, proximidade com sua audiência e um toque de marca pessoal, tenha certeza de que você terá o que é, de fato, o primeiro passo para fechar um negócio: a atenção.

Compartilhe:

Apoiadores
©2018 Rent My Brain
Desenvolvido por SIXSIDED