Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2018
Trade
Primeiro navio da temporada de cruzeiros 2018/2019 já aportou em Salvador

A temporada 2018/2019 de cruzeiros no Brasil começou nesta segunda-feira (19) com a chegada do primeiro cruzeiro a Salvador. Sete transatlânticos vão oferecer, juntos, 500 mil leitos em 133 roteiros com 585 escalas pela costa brasileira ao longo de quatro meses, até 14 de abril do próximo ano.

O número é 15% acima do período 2017/2018, segundo levantamento da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (CLIA Brasil). Para o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, a retomada do crescimento no segmento mostra o grande potencial de mercado dos cruzeiros marítimos no País.

“O segmento está criando ferramentas para voltar a ocupar o espaço que já teve no mercado. Em matéria de políticas públicas, a atividade é prioridade estratégica da economia turística. Sabemos que cada passageiro de um grande navio chega a gastar R$ 515 por dia nas escalas. É um consumidor de turismo que estamos recuperando”, analisa Lummertz.

Nesta temporada, os navios MSC Seaview, MSC Poesia, MSC Fantasia e MSC Orchestra, Costa Favolosa, Costa Fascinosa e Pullman Sovereign oferecem 133 roteiros diferentes. Com o ingresso de navios maiores, como o recém lançado ao mar Seaview, o aumento na oferta de leitos significa mais passageiros e, consequente, mais empregos. Para cada grupo de 15 cruzeiristas, é gerado um emprego. Para o período 2018/2019, devido ao aumento de 15% na oferta de leitos, a expectativa é gerar acima de 30 mil postos de trabalho.

Segundo o presidente da CLIA Brasil, Marco Ferraz, o aumento vai refletir em todos os indicadores: na temporada passada, foram criados 27 mil empregos, com impacto econômico estimado em R$ 1,8 bilhão. “Já a temporada atual poderá ter impacto superior a R$ 2 bilhões na economia brasileira, considerando o aumento no total de cruzeiristas embarcados”, avalia.

As escalas dos sete navios levarão turistas para conhecer alguns dos destinos mais desejados do Brasil. Entre eles, estão Rio de Janeiro, Santos, Búzios, Salvador, Ilha Grande, Ilhabela, Ilhéus, Balneário Camboriú, Portobelo, Cabo Frio, Recife, Angra dos Reis, Maceió, Ubatuba e Fortaleza. Algumas dessas paradas coincidem com o Réveillon e o Carnaval de Salvador e do Rio de Janeiro.

Apoio ao Segmento

O MTur trata o segmento náutico como prioridade estratégica da economia turística. Até 2017 a Pasta repassou R$ 261 milhões em recursos para ações que beneficiam orlas marítimas e fluviais e serviços relacionados ao turismo nessas regiões – como projetos de construção e reforma de portos, píeres, marinas, cais, atracadouros, urbanização de áreas portuárias e de orla de lagos e rios em todo país.

O MTur também coordena o Grupo de Trabalho de Turismo Náutico, um fórum que aborda temas relacionados à regulamentação do setor, regularização e à estruturação do segmento, facilitando o diálogo com instâncias de governança e setor privado sobre desafios da atividade. O GTT elabora um manual com orientações para a construção, licenciamento e operação de estruturas náuticas no Brasil, para subsidiar o trabalho das empresas interessadas em explorar atividades náuticas.

Outra conquista recente do segmento foi o Decreto Presidencial nº 9.500/2018, publicado em setembro, que aumentou de 90 para 180 dias a validade do visto dos profissionais que trabalham nos navios em viagem de longo curso. O texto afastou o risco de o Brasil ter uma temporada reduzida de 120 para 90 dias, o que traria a perda de 7 mil empregos e menos R$ 450 milhões à economia nacional, segundo a CLIA Brasil.

Compartilhe:

Apoiadores
©2018 Rent My Brain
Desenvolvido por SIXSIDED