Quarta-feira, 22 de Maio de 2019
Trade
Ricardo Young defende gestão participativa na cidade em encontro com empresários do turismo
Imagem do Artigo: Ricardo Young defende gestão participativa na cidade em encontro com empresários do turismo

Na última quinta-feira (15), Ricardo Young, candidato à prefeitura de São Paulo pelo Rede – Sustentabilidade, participou da segunda edição do “Café com os Candidatos”, na capital paulista, promovido pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB), pelo Skål São Paulo e pela Academia Brasileira de Eventos e Turismo.

Durante o encontro, Young comentou sobre seus principais eixos de governo, se eleito.  O candidato falou sobre a cidade, a gestão colaborativa e a polarização na sociedade. Ele explicou que pretende fazer um Governo “de colaboração e participação, próximo à sociedade”. Para isso, posicionou-se contra fazer uma administração de “coalizão”. “As coalizões não acontecem em cima de um programa, mas da divisão do poder, uma vez ganhas as eleições. O governo de coalizão tem trazido um sequestro do poder público por parte dos partidos, que governam entre si e não em nome da sociedade.  É fundamental que encontremos uma forma de romper com isso”

Para descentralizar a administração, Young pretende transformar as subprefeituras em “co-prefeituras”, além de tornar mais efetivos os conselhos e outros canais de comunicação entre a sociedade e administração. “Defendemos toda a gestão pública a partir dos territórios e coordenada por uma central de inteligência urbana, que vai acompanhar, processar a realização dos projetos, metas, trabalhos feitos no território, monitorar eficiência, alcance de resultados, custos etc”.

Young garante que em seu programa estão incluídos todos os setores da sociedade. Contudo, acredita que a criação de secretarias não é o melhor modo de resolver questões sensíveis. “É uma questão transversal. Vamos trabalhar para uma sociedade inclusiva”, comentou.

Sobre a questão do turismo, Young ressaltou: “O turismo fomenta milhares de oportunidades na cidade. Manter São Paulo como um dos destinos para turismo de negócios no mundo inteiro é fundamental para gerar mais receita para a capital”.

Uma das premissas de seu governo é o desafio da sustentabilidade. Para isso, vai construir 164 parques na cidade. Para ele, a meta não é ambiciosa, pois já está no Plano Diretor aprovado pela Câmara Municipal. “Mas o mais importante é reformular a Guarda Civil Metropolitana para fiscalizar estes parques, para dar auxílio a população”, aponta.

O Café com Candidatos é a oportunidade de ouvir o que os candidatos do principal destino corporativo do País planejam quanto às políticas públicas voltadas especialmente ao turismo. Durante o encontro, eles também respondem a perguntas com base em um documento “Premissas e Perguntas”, assinado pelas entidades que integram a iniciativa, além das citadas, ABEOC SP – Associação Brasileira de Empresas de Eventos, Abeta – Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura, ABIH SP – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo, Abracorp – Associação Brasileira de Viagens Corporativas, Abrajet SP – Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo, Abrasel SP – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, Ampro – Associação de Marketing Promocional, Braztoa – Associação Brasileira das Operadoras de Turismo, FOHB – Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil, ForEVENTOS – Fórum das Entidades do Setor de Eventos, São Paulo Convention & Visitors Bureau e UBRAFE – União Brasileira dos Promotores de Feiras.

A próxima candidata agendada para este debate é Marta Suplicy do PMDB, no dia 21 de setembro. Serão agendados também Celso Russomanno (PRB) e Fernando Haddad (PT).

 

Compartilhe:

Apoiadores
©2018 Rent My Brain
Desenvolvido por SIXSIDED