Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018
Trade
Rio Media Center é inaugurado para ser base de jornalistas nos Jogos Rio 2016
Imagem do Artigo: Rio Media Center é inaugurado para ser base de jornalistas nos Jogos Rio 2016

Com a finalidade de mostrar aos jornalistas do Brasil e do mundo as transformações pelas quais passou a cidade do Rio de Janeiro desde que foi escolhida para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, a Prefeitura do Rio inaugurou hoje as instalações do Rio Media Center (RMC), na Cidade Nova, que será a base dos jornalistas brasileiros e estrangeiros credenciados ou não para a cobertura das competições.

– O Rio recebeu essa oportunidade de sediar os Jogos muito a partir da possibilidade de transformação que eles significavam para a cidade, e contamos com a parceria da imprensa nacional e internacional para transmitir essas transformações. Agora começamos a realizar a festa. Desafios vamos ter até o fim, mas não tenho dúvida de que todos vão se encantar com a beleza dessa cidade – disse o prefeito Eduardo Paes, ao dar as boas vindas aos jornalistas.

Além de Paes, fizeram parte da mesa da cerimônia de inauguração, no auditório do RMC, o ministro do Esporte, Leonardo Picciani; o secretário-chefe da Casa Civil do Estado do Rio de Janeiro, Leonardo Espíndola, representando o governador em exercício Francisco Dornelles; o presidente da Autoridade Pública Olímpica, Marcelo Pedroso; e o chefe de gabinete do Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016, Leslie Kikoler, representando o presidente do Comitê Organizador Rio 2016 e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman.

Diante de cerca de 300 jornalistas, o prefeito lembrou que o Rio perdeu muito quando deixou de ser capital federal, em 1960, e com a escolha da cidade para sediar os Jogos, passou por um conjunto de intervenções urbanas há muito esperadas:

– Tenho certeza de que aqueles que se aprofundarem minimamente nessas transformações vão perceber que, além do evento, a Olimpíada já representa um enorme sucesso para o Rio de Janeiro.

Entre as melhorias para a cidade, o prefeito citou os 150 quilômetros de rede do BRT; a Linha 4 do Metrô, de responsabilidade do Governo do Estado; e o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), uma das joias da revitalização da Região Portuária

O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, ressaltou as mudanças proporcionadas pelos Jogos Rio 2016:

– Os jornalistas terão a oportunidade de revelar essas mudanças ao Brasil e ao mundo. O Governo Federal tem orgulho de ser parceiro da Prefeitura do Rio e de se sentir parte dessa festa.

Leonardo Espíndola chamou a união das três esferas de governo de “legado intangível” dos Jogos:

– Quando todos estão juntos, com um propósito determinado, o resultado é benéfico à sociedade, como nesses Jogos.

Espíndola também convidou os jornalistas a conhecerem outras regiões do estado, como a Costa Verde e a Região dos Lagos. Viagens (press trips) a várias cidades do estado do Rio ou fora dele são oferecidas aos jornalistas credenciados no RMC.

Ao falar de como a cidade optou por espalhar as competições em quatro regiões olímpicas, o prefeito destacou o bairro de Deodoro e seu entorno, que tem a maior concentração de jovens da cidade, o maior índice de violência e um dos piores resultados no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

– A região foi impactada com um legado que se fez de forma antecipada. Neste verão a população local já usou como uma grande piscina parte do Estádio de Canoagem Slalom, que fará parte do Parque Radical de Deodoro, futuramente a segunda maior área de lazer da cidade, atrás apenas do Parque do Flamengo – disse Paes.

 

Orquestra popular de Acari

A cerimônia de abertura do RMC teve participação da Orquestra Jovem do Centro de Ópera Popular de Acari, um projeto fundado há 16 anos pela professora aposentada Avamar Pantoja. No início da solenidade, a orquestra executou o Hino Nacional Brasileiro. Ex-diretora de uma escola municipal em Acari, a professora criou o projeto para combater a evasão escolar na área, considerada de alto risco em termos de violência:

– Começamos atendendo 50 crianças e já chegamos a atender 2,7 mil alunos, dos 4 aos 80 anos.

Depois do evento, os jornalistas e convidados participaram de um brunch oferecido pela churrascaria Fogo de Chão, ao som de 10 sambistas que compõem a Rede Carioca de Sambas. A expectativa é de que cerca de 300 jornalistas passem diariamente pelos 2,7 mil metros quadrados de instalações do RMC.

Compartilhe:

Apoiadores
©2018 Rent My Brain
Desenvolvido por SIXSIDED